Societatis

Marcelo cancela comemorações do 10 de junho

O Presidente da República cancelou as comemorações do dia 10 de junho que iriam decorrer na Madeira e na África do Sul. As comemorações do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas não irão decorrer nos moldes previstos devido à pandemia do novo coronavírus.

Marcelo Rebelo de Sousa informou o Primeiro-Ministro e o Presidente da Assembleia da República, bem como as autoridades da Madeira, através de uma carta. “Considerando as circunstâncias atuais de pandemia Covid-19, cujos efeitos se vão ainda estender por largas semanas, vejo-me constrangido a decidir a anulação das comemorações do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas que estavam previstas no mês de junho para o Funchal e junto das comunidades portuguesas na África do Sul”, refere a carta a que a Lusa teve acesso.

“Lamento naturalmente tal decisão, mas a situação atual a isso exige”. O 10 de junho será “celebrado com o bom-senso adequado próprio do fim de uma crise”, afirma Marcelo. O Presidente da República comprometeu-se que, em 2021, caso ele ainda ocupasse o cargo, as comemorações se realizariam na Madeira. No caso de existir um sucessor, Marcelo irá deixar essa recomendação.

As celebrações dos anos anteriores realizaram-se em Lisboa e Paris (2016), no Porto, Rio de Janeiro e São Paulo (2017), nos Açores e EUA (2018) e em Portalegre e Cabo Verde (2019).

Foto de destaque: Executive Digest – Sapo

Francisco Martins
Estudo Jornalismo e Comunicação e foi algures entre a escrita e o desporto que lá veio a ideia de poder vir a ser jornalista. Contar histórias, conhecer pessoas e relatar o que de especial há nelas. No fundo, dar aos outros coisas para falarem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.