Artem

Artistas e público podem escapar à máscara no regresso dos espetáculos

Durante as suas atuações, os artistas não serão obrigados a usar máscara ou outra forma de proteção no regresso dos espetáculos previsto para 1 de junho. Os espetadores, por sua vez, são obrigados a usar máscara no momento de entrada na sala, no entanto, assim que ocupem os seus lugares podem removê-la.

 Quem não escapa a este meio de proteção individual são os técnicos de atendimento ao público e assistentes de sala que, para além de máscara estarão apetrechados com viseira, luvas descartáveis, roupa e calçado de trabalho e gel desinfetante para uso individual.

A realização de testes à covid-19 aos artistas é ainda uma incerteza. “Cada estrutura avaliará e decidirá se o acesso de equipas artísticas/companhias aos palcos do Teatro ou Sala de Espetáculo deve ou não ser precedido da realização de testes para a covid‑19” pode ler-se num documento que o Ministério da Cultura, liderado por Graça Fonseca, está a fazer circular pelas associações e representantes do setor.

Deve ser garantida “a higienização completa da sala de espetáculos e espaços comuns, antes da abertura de portas e logo após o final de cada espetáculo”. Outras mudanças são a distribuição de artistas por camarins individuais, limpezas de palco de hora a hora e preferência pela não realização de intervalos.

A venda de bilhetes é feita apenas para lugares sentados, sendo que “os lugares ocupados deverão ter uma fila de intervalo e pelo menos dois lugares de intervalo entre espetadores que não sejam coabitantes – ou – pelo menos três lugares de intervalo entre espetadores que não sejam coabitantes, sendo que na fila seguinte os lugares ocupados deverão ficar desencontrados”. As duas primeiras filas das salas devem estar sempre vazias.

Foto de destaque: Sapo

Francisco Martins
Estudo Jornalismo e Comunicação e foi algures entre a escrita e o desporto que lá veio a ideia de poder vir a ser jornalista. Contar histórias, conhecer pessoas e relatar o que de especial há nelas. No fundo, dar aos outros coisas para falarem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.